Rodrigues& Aguiart

Câncer de próstata é segundo tumor com maior incidência em homens

O câncer de próstata, no Brasil, é o segundo mais recorrente entre os homens, atrás apenas do câncer de pele não melanoma, de acordo com o Instituto Nacional de Câncer (Inca).

Por Valdivan Alves em 06/11/2021 às 07:55:16
O médico do Corpo Clínico da Oncoradium São Luís

O médico do Corpo Clínico da Oncoradium São Luís

O câncer de próstata, no Brasil, é o segundo mais recorrente entre os homens, atrás apenas do câncer de pele não melanoma, de acordo com o Instituto Nacional de Câncer (Inca). Esse tumor, considerando ambos os sexos, é o segundo com maior incidência, em números absolutos. Nesse sentido, a campanha do Novembro Azul, que busca conscientizar sobre a prevenção e o diagnóstico precoce do câncer de próstata, vem contribuindo para diminuir o número de mortes e chamando atenção para os cuidados com a saúde do homem.

A próstata é uma glândula que está localizada logo abaixo da bexiga, fazendo com que a uretra, o canal que leva a urina para fora do corpo, passe por seu interior. A próstata é responsável por produzir o líquido prostático, que misturado com o líquido seminal formam 90% do sêmen e tem a responsabilidade de nutrir, proteger e facilitar a locomoção dos espermatozoides. Os tumores que podem vir a se desenvolver nesse órgão podem crescer de forma rápida, espalhando-se para outros órgãos, levando à morte, quando não diagnosticado precocemente. Entretanto, a maioria pode crescer de forma lenta e não chega a dar sinais, nem ameaçar a saúde do homem.

O avanço da idade é um fator de risco importante, tendo em vista que tanto a incidência quanto a mortalidade aumentam, significativamente, após os 50 anos. Além disso, maus hábitos alimentares, excesso de gordura corporal, sedentarismo, tabagismo e exposição à produtos tóxicos também podem ser causa para o desenvolvimento da doença.

O médico do Corpo Clínico da Oncoradium São Luís – Rede Onco – Jorge Lyra, evidencia sobre os sintomas da doença e destaca a importância dos exames para detecção de tumores.

"Infelizmente, o câncer de próstata, na sua fase inicial, é silencioso ou com algum sintoma, muitos pacientes não sentem nada. Alguns sintomas só aparecem quando a doença já está em uma fase avançada, e surgem dores ósseas e dificuldades para urinar. Dessa forma, o mais importante e urgente, mesmo sem nenhum sintoma aparente, é procurar um especialistas e realizar o exame preventivo que, apesar de ser muito estigmatizado pelos homens, é rápido, indolor e necessário para prevenção, visto que pelo toque prostático podemos analisar a próstata a procura de nódulos, eficiente para o diagnóstico", explicou.

Além do toque prostático, o câncer de próstata também pode ser diagnosticado, por meio do exame de sangue PSA. "É um exame complementar que pode dar apenas uma suspenção do tumor, mas não é tão eficiente para a detecção de nódulos, na região da glândula", disse o médico do Corpo Clínico da Oncoradium São Luís.

O tratamento para câncer de próstata é individualizada e definida após os riscos e os benefícios de cada um. Quando a doença estar localizada, atingiu apenas a próstata e não se espalhou, o indicado seria cirurgia, radioterapia ou observação vigilante. Já quando a doença está em fase avançada, a radioterapia ou cirurgia em combinação com tratamento hormonais são os utilizados.


Fonte: w comunicações

Comunicar erro
VP

Comentários

GUIA COMERCIAL