Rodrigues& Aguiart

Em depoimento, suspeito disse que crime teria sido uma prova de amor

Vítimas, três jovens, estavam desaparecidas desde a semana passada e foram achadas mortas dentro de um riacho em Davinópoli

Por Valdivan Alves em 04/08/2022 às 07:00:23
Gabriel Leite disse que as mortes de Amanda, Débora e Jennifer fizeram parte de uma prova de amor (Foto: Divulgação)

Gabriel Leite disse que as mortes de Amanda, Débora e Jennifer fizeram parte de uma prova de amor (Foto: Divulgação)

Nessa terça-feira (2), a polícia prendeu o principal suspeito dos homicídios de três meninas, na cidade de Davinópolis, distante 663 km de São Luís. Os corpos de Amanda de Sousa Cruz, Débora Vieira da Silva e Jennifer Almeida da Silva, de 18, 13 e 17 anos, foram encontrados, nos últimos dias, em um riacho e com várias marcas de violência.

Gabriel Leite, o Biel, de 18 anos, foi capturado por policiais militares em um ponto de venda de drogas no centro do município e confessou o triplo assassinato.

Em depoimento, ele disse que as vítimas faziam parte de uma facção criminosa rival e, também, que namorava uma delas, a Jennifer. "Ele teria, supostamente, descoberto que as meninas estariam planejando ceifar a vida dele, inclusive a própria Jennifer. Ao descobrir isso, interpelou a namorada e exigiu que ela lhe desse uma prova de amor. Essa prova era para arquitetar a morte das duas amigas dela, a Amanda e a Débora", relatou o delegado geral da Polícia Civil, Jair Paiva.

Ainda conforme o delegado, com ajuda da namorada, na madrugada de quinta-feira para sexta-feira, da semana passada, o suspeito afirmou ter matado as duas garotas. Já Jeniffer foi assassinada por Gabriel, no domingo (31), quando os dois voltaram a se encontrar. A morte também foi para se vingar pelo possível planejamento contra ele.

A Polícia Civil continua investigando os casos, visando identificar se existem mais pessoas envolvidas na ação criminosa.

RELEMBRE O CRIME

Em menos de 24 horas, os corpos de três meninas foram encontrados na cidade de Davinópolis. Duas delas, identificadas como Amanda de Sousa Cruz e Débora Vieira da Silva, de 18 e 13 anos, estavam desaparecidas desde a última quintafeira (28).

Ambas as vítimas estavam dentro de um riacho, no bairro Santo Antônio, e foram achadas no início da noite de segunda-feira (1º), por policiais que estiveram no local após receberem uma denúncia anônima.

Elas foram lesionadas com diversos golpes de faca na região do abdômen, pescoço e braços. Os familiares reconheceram as garotas.

Em depoimento à polícia, familiares relataram que as duas saíram de casa sem avisar para onde iriam. O aparelho celular de Amanda foi localizado e será periciado.

No dia seguinte, populares encontraram, também no Riacho Cacau, o corpo de Jennifer Almeida da Silva, de 17 anos, com sinais de violência. Ela era amiga das outras vítimas e havia saído para procurá-las, conforte relatos iniciais.

Fonte: JP

Comunicar erro
VP

Comentários

GUIA COMERCIAL